12 Dicas para a formação de um conselho

12 dicas para formação conselho

Nas reuniões da Vistage a formação dos Conselhos nas organizações é tema frequente. Convidei dois membros do nosso grupo: o CEO e sócio da Infotec – @Pedroghiatã e o da Betunel – @Flavioviana para conversar com os alunos de Gov. Corporativa – MBA da FGV – Campinas – SP. Uma verdadeira aula sobre implantação e funcionamento Conselhos. A seguir, alguns destaques:

  1. Não deixe para formá-lo somente em momentos de crise;
  2. Longevidade da empresa: sponsor de peso com disposição para “esvaziar a tinta de sua caneta”;
  3. Utilize headhunters : “Evite amigos, conhecidos e indicados”;
  4. Para não esvaziar a iniciativa, traga membros externos e independentes – não necessariamente do mesmo setor;
  5. Conselheiro com Independência financeira: poder dizer o que acha sem que nada tema;
  6. Alinhamento de questões societárias: “não existe negócio bom nem com sócio, nem com sociedade ruim”;
  7. Conselheiros ativos: devem participar do Plano Estratégico da Organização;
  8. Pauta das reuniões: “elas precisam ser regulares e formais”;
  9. Conselheiro de Pijama: trocá-los de tempos em tempos
  10. Conselheiro não é consultor;
  11. Executivo: foco no Bônus (visão de CP) – Conselho foco LP
  12. Órgão estratégico, não tático: “não é o local para se discutir, a cor que deve ser pintada a parede”.