Não basta não ser racista. Tem que ser antirracista.

Esta semana, em nossa reunião mensal de grupo, em linha com o movimento da “consciência negra”, tivemos a participação da diretora do Magazin Luiza: @PatríciaPugas. Ela nos brindou contando suas ações em prol da diversidade na organização. Em especial, o recente programa de contratação de trainees negros e as opiniões a favor e contra essa ação que ganharam grande destaque na imprensa. Alguns pontos a destacar, além da simplicidade e contundência de sua fala.
Em primeiro lugar o quanto a diversidade, nos quadros de uma empresa, traz resultados para o seu balanço e que, também por isso, não é apenas um modismo. Veio para ficar. Em segundo, a importância que este tipo de postura ter que estar em linha com a cultura da empresa e portanto, ser um movimento “top-down” ou seja, vir de cima, da liderança, dos CEOs, dos Conselhos de Administração. Uma grande lição para a reflexão das lideranças. Uma excelente reunião!